jump to navigation

O regime Ancião: como manter todo mundo feliz vivendo numa mentira janeiro 8, 2012

Posted by rpellanda in Notícias.
trackback

O sucesso de uma mentira não depende da perícia de quem conta, mas sim da vontade de quem ouve de ser enganado.

Na Vila não existe nenhum tipo de questionamento a respeito da doutrina Anciã.

Quando criei o regime Ancião tive apenas uma diretriz em mente: o resultado tinha que lembrar, mesmo que indiretamente, eventos históricos reais. Ao observar a história, percebemos que os mecanismos pelos quais um regime totalitário se perpetua são frequentemente recorrentes. Existem alguns elementos que volta e meia estão presentes e que se repetem:

1- O medo:

No filme Fahrenheit 9/11, Michael Moore apontou que na era Bush (filho) a população mantinha-se alinhada com o governo pelo medo. Depois do 11/9, a Casa Branca usava a ameaça de um novo atentado terrorista como forma de manter o cidadão dentro da órbita do regime. O americano comum poderia pensar algo do tipo: “Esse cara faz tudo errado e está bagunçando a economia, mas pelo menos está de olho nesses terroristas…”.

O povo da Vila se mantém na linha pelo pavor que tem dos Knucks; todos sabem que os monstros que vêm do Além-mar são uma ameaça real. Os livros de história descrevem as criaturas monstruosas em detalhes e todos sabem o que elas fazem quando invadem a cidade… Neste contexto, as pessoas acreditam que os Anciãos sabem o que fazer para proteger a cidade desta ameaça.

2- A vontade de viver dentro de uma zona de conforto, mesmo que isso signifique viver numa mentira. O ser humano troca felicidade por segurança…

Às vésperas da Segunda Guerra Mundial, quando a Alemanha obviamente se preparava para a guerra, o Primeiro Ministro Britânico, Neville Chamberlain, foi conversar com Hitler para tentar estabelecer um acordo de paz. Quando retornou, Chamberlain acreditou em tudo que Hitler disse:

“Acredito que essa é a paz de nosso tempo… agora recomendo a todos que vão para suas casas e durmam tranquilos em suas camas…“

Sério. Isso aconteceu.

3- Pela ignorância. Por privar o cidadão do saber.

Na Vila, a literatura é controlada pelos Anciãos que decidem o que pode ou não ser lido. O resultado é que não existe um número suficiente de cabeças pensantes aptas a questionar o regime.

4- Pela força, é claro.

Na ditadura militar brasileira, por exemplo, a polícia/exército caçavam os inimigos do regime. Na Vila, os Capacetes Escuros são a polícia dos Anciãos.

Os Capacetes Escuros estão sempre de olhos bem abertos para identificar transgressores da ordem e dos bons costumes.

Ao contrário do que diz a famosa frase, acho que é possível enganar muitos por muito tempo, desde que as pessoas estejam suficientemente:

1- Com medo de alguma coisa;

2- Satisfeitas com as suas vidas a ponto de não quererem mudanças de nenhum tipo (mesmo que talvez seja para melhor);

3- Ignorantes a respeito do mundo onde vivem. A maneira mais prática de se conseguir isso é privar o cidadão da literatura;

4- Conscientes de que há uma força truculenta pronta para punir fisicamente as vozes discordantes.

 

Anúncios

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: